Existe apenas uma questão fundamental na vida: David Frawley e o caminho do Vedanta

Existe apenas uma questão fundamental na vida: “Quem sou eu?”. Sem o saber por nós mesmos, nada tem validade e os nossos pensamentos geram ilusão. No questionamento sobre a nossa verdadeira natureza encontra-se o significado total da existência. Tudo o mais é preliminar ou supérfluo.

A maior parte das questões que colocamos na vida são questões ilegítimas porque se baseiam no pressuposto que nós já sabemos quem nós somos. Todo o nosso conhecimento e ação externas se baseiam na ideia que nós somos quem nós julgamos que somos. Se percebermos que a nossa autoimagem é errada, no que teríamos confiança em realizar? Uma pessoa afetada por amnésia primeiramente procura saber quem é antes de saber quem os outros são.

Esta é a ignorância colossal da nossa inteira cultura. A entidade sobre a qual todas as ações se baseiam, o ser, é a que menos foi criticamente examinada. Aceitamos como o nosso verdadeiro ser aquilo que outras pessoas nos disseram, o que é habitual ou está na moda, ou o que quer que os nossos padrões passageiros de pensamento projetem. Moldamos a nossa identidade por influências externas, e nutrimos esta identidade fabricada como a nossa verdadeira natureza, procurando mantê-la feliz por todos os meios.
– DAVID FRAWLEY (em “Vedantic Meditation”)

Artist: Fredrik Stromme

De um post do Dharmalog de 2011, há quase 10 anos (o Instagram era um ilustre aplicativo desconhecido).

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
O Sol, a Lua e a Verdade: frases com ensinamentos do Buda (VÍDEO)
Vídeo (2min30seg) com frases contendo alguns ensinamentos de Siddharta Gautama, O Buda,...
Read More
Join the Conversation

1 Comment

Leave a comment
Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *