Crianças perguntam a Krishnamurti sobre corrupção: “Senhor, como podemos parar isso tudo?”

“Há uma tremenda corrupção no mundo inteiro. Nós dizemos que corrupção é suborno, passar dinheiro sob a mesa, pagar dinheiro sem recibo. Tudo isso é chamado corrupção. Certo? Mas isso é somente um sintoma. Vocês sabem o que significa sintoma?”
Jiddu Krishnamurti, no Vale de Rishi, Índia, em 20/12/1984

São marcantes esses encontros onde um grande mestre, no caso um indiano considerado um grande sábio de sua época, recebe crianças e com elas discute assuntos fundamentais da vida: foi assim esse encontro de Jiddu Krishnamurti (1895-1986) com estudantes de um colégio no Vale do Rishi, na Índia, em 20 de dezembro de 1984. Um dos temas foi a corrupção, algo que parece não ter mudado muito desde então, mais de 30 anos se passaram, pois continuamos vivendo numa época de abundante corrupção, e agora também de abundante revelação de corrupções, pois há mais canais de mídia e redes mais amplas. Elas perguntam a Krishnamurti: “como parar isso tudo?“, “tudo gira em torno do egoísmo?” e “porque as pessoas não percebem isso?“, e as respostas do filósofo — também um educador — seguem no trecho do vídeo abaixo, que capturou 14 minutos do evento. O vídeo está traduzido e legendado em português pelo usuário teinor, e foi transcrito originalmente pelo Instituto Cultural Krishnamurti.

Uma das experiências interessantes de ver o Krishnamurti falar é seu método de conversar, que é baseado no diálogo vivo real enquanto ele acontece, sem a entrega de respostas prontas. Ele insiste permanentemente nisso, na atenção do interlocutor no seu próprio processo de pensar, sem correr para respostas “certas” ou “prontas”. O processo do diálogo se torna assim uma investigação verdadeira, uma possibilidade de descoberta e de entendimento, e não uma repetição de um esquema de pedido e recebimento, de requisição e consumo (em outras palavras, de preguiça mental). Então certamente há dois processos educativos nesse encontro de Krishnamurti, o do assunto em si e o de como ele está tratando sua relação e o diálogo com os alunos.

Segue o vídeo (14min):

//////////

Compartilhado por Lorena Carvalho.

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
“Home” do ET: a República de Yoda?
Zapeando ontem na TV peguei “ET, o ExtraTerrestre” e notei uma cena...
Read More
Join the Conversation

5 Comments

    1. Vou dar uma olhada, Jhow. Realmente grande, mas vou tentar traduzir.

      Gosto muito do exemplo da bola de golfe que o David Lynch usa no início. Me interessou ver tudo e trazer pra cá legendado.

      Obrigado!
      Namastê.
      Nando

Leave a comment
Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *