NetGeoHD: série “O Universo: Dimensões Extremas” explora gigantismo quase incompreensível do espaço

“Só pra dar uma idéia das implicações das distâncias, se a Terra tivesse 5% mais perto do sol, seria apenas um imenso deserto, e se tivesse 10% mais longe seria um grande planeta perdido em gelo”. Essas e várias outras informações e comparações valiosas, com imagens fantásticas de planetas, galáxias e nebulas, estão na nova série do canal National Geographic Channel HD, “O Universo: Dimensões Extremas” (Sizing Up The Universe), cujo primeiro episódio foi ao ar hoje e está sendo transmitido em reprises esta semana. Quem curtiu o post do “impressionante vídeo do universo com trilha do Coldplay” publicado aqui duas semanas atrás, e o post recente sobre o céu visto das Ilhas Canárias em time-lapse vai curtir esse primeiro episódio, que estende e detalha aqueles 5min do ví­deo em 1h de programa (embora não tenha o impacto condensado com a música).

Com imagens e simulações curiosas, que ajudam a tentar entender a proporção dos elementos no universo e números como “200 bilhões de galáxias com 200 bilhões de estrelas cada uma“, que é o cálculo atual que se faz sobre o tamanho do universo, o programa é uma síntese do que conseguimos compreender do espaço sideral e microscópico. Numa das montagens, o programa entra numa catedral com o fí­sico James Trefil, da George Mason University, e refaz as distâncias entre núcleo, elétrons e espaço vazio dentro de um átomo.

Infelizmente a página do National Geographic Channel Brasil não contém as informações corretas sobre os horários de exibição e reprise desta série, mas as datas e horários do programa no NatGeo HD são os seguintes (de acordo com outras fontes):
12/06 – 13:00
13/06 – 04:00
14/06 – 08:00
14/06 – 13:00

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
Amigos, by Mario de Andrade
“Que bobagem falar que é nas grandes ocasiões que se conhece os...
Read More
Leave a comment

Your email address will not be published.