“Se queremos a paz, temos que ser a paz. A paz é uma prática e não uma esperança

“Se queremos a paz, temos que ser a paz. A paz é uma prática e não uma esperança.”
– THICH NHAT HANH (em “The Art of Living”)

Do mesmo capítulo: “Como sociedade, estamos sempre lutando para resolver as tantas dificuldades que enfrentamos. E ainda assim parece que quanto mais fazemos, pior fica a situação. Então temos que olhar na base das nossas motivações, que é nossa qualidade de ser”. (Thich Nhat Hanh)

Quando há um evento mais violento como uma guerra, podemos tender a perder nossa paz, a ficarmos mais irritados, agressivos, podemos nos permitir a acusações, desejos odiosos e atitudes sem calma e sem clareza, sem o desejo de resolução que no fundo queremos. É como se aceitássemos o convite da guerra, para entrarmos no mesmo tipo de mentalidade e estupidez. Se acreditamos em algo diferente da guerra, precisamos viver esse algo diferente da guerra.

Não só da guerra militar entre os países, mas nas guerras do dia-a-dia, guerras entre lados, entre conceitos e preconceitos, entre linhas imaginárias, entre egos descontrolados, entre tudo que entra no meio de dois seres humanos vivos que tem capacidade resolver as coisas com algo diferente da guerra.

Gandhi já falou isso, né. “Seja a paz que você quer para o mundo”.

#paz #thichnhathanh #gandhi #sejaapaz #artedeviver #artofliving #guerra #bethepeace #frasedodia #inspiração #reflexão #sabedoria #pensamentos

* * * * *

Publicado também no Instagram do @_dharmalog. Siga aqui

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
“The man who complains about
“The man who complains about the way the ball bounces is likely...
Read More
Leave a comment

Your email address will not be published.