“3 zeros”: as três coisas que paralisam a evolução do ser humano

Um dos ensinamentos supremos do Buda Siddharta Gautama foi o essencial problema do apego. Abaixo, temos um ensinamento do grande Sri Sathya Sai Baba através do depoimento de um de seus discípulos, sobre o que se chamou “os três zeros”. São as três coisas que mais atrapalham e paralisam o ser humano em sua evolução, aquilo que suga sua energia e o mantém aquém do que deve ser. São o que nos matém, literalmente, no zero.

Swami me ensinou a conhecer o que Ele chama de Três zeros – as Três coisas que mais preocupam o ser humano, e que …” paralisam a sua evolução“. A Primeira é o Apego à Família, porque este apego é um dos maiores obstáculos que o impedem de seguir em frente. O Segundo é o Apego aos Bens Materiais. Para muitas pessoas seus bens são sua identidade na vida. Eles os acumulam e usam como falso conforto e posição social que os impedem de evoluir. O Terceiro, e com o qual tenho mais problemas é o Apego à Reputação. Foi algo de que fui muito consciente desde criança, devido ao renome familiar, riqueza e poder. Estamos todos preocupados com o que os outros pensam de nós. Assim , precisamos conhecer a perda do apego à Família , Bens Materiais e Renome , se quisermos evoluir , que é a razão de nossa existência.
~ Isaac Tigret, fundador do Hard Rock Café, sobre Bhagawan Sri Sathya Sai Baba

[ Fonte: blog de Marcio da Conceição Passos ]
More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
A mente e seu sistema de reflexos, que “ignora a possibilidade do novo”: visões de David Bohm
Temos lidado com a nossa vida e com o mundo, majoritariamente, usando o...
Read More
Join the Conversation

1 Comment

  1. says: Lenise

    Quando me apego,
    às pessoas ou coisas,
    escravizo os meus sentimentos,
    enfraqueço o meu coração,
    dificulto o meu progresso.
    Na verdade,
    na Terra,
    não sou dona de nada,
    a não ser de mim mesma.
    Senhora de mim que sou,
    se me conquisto me domino,
    se me equilibro me liberto.

Leave a comment
Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *