Não importa o quão desmotivado você esteja, continue a seguir sua prática: Dzongsar Khyentse Rinpoche

“Pode parecer que cada passo demora muito, mas não importa o quão desmotivado você esteja, continue a seguir sua prática, com compromisso marcado com precisão. É dessa maneira que podemos usar nosso maior inimigo, o hábito, contra ele mesmo.”
– DZONGSAR KHYENTSE RINPOCHE

É por esse tipo de empenho absolutamente prioritário que os mestres colocam na prática que devemos começar a prestar atenção nela com mais cuidado. Isso não é um conselho para monges e estudantes avançados, é para nós aqui nas nossas casas, trabalhos, Instagram e Facebook. Nós realmente sofremos de desmotivação, nós realmente achamos que tudo demora muito nesse “negócio de meditação” e espiritualidade, terapia e tal, mas siga. O mestre tá falando com a gente. Com você, comigo. Siga. Com compromisso.

O cravo-da-índia leva seis anos pra florescer. As tâmaras levam 80 anos. Quantos anos vai demorar para podermos experimentar esse despertar e essa sabedoria tão fundamentais pra nossa vida? Ninguém sabe. Sem prática, um milhão de anos. Com prática, temos chance. Depende de mantermos, do quanto fazemos, do quanto regamos, do quanto ela é cuidada e nutrida.

Essa ênfase na prática é a aula magna do autoconhecimento, o único caminho a ser percorrido, mesmo quando estamos desmotivados (difícil manter nesses momentos, mas é o que recomenda fortemente o mestre). E quanto piores ficam nossos hábitos, quanto mais distraídos ficamos, quanto mais caímos em preguiça, entretenimento, hiperatividade e cansaço, mais nossos hábitos pesarão contra a gente. Mais nossa mente vai ficando refém deles.

A prática é a porta de saída dessa confusão e da repetição iludida dos hábitos. Leitura ajuda, entendimento intelectual ajuda, compaixão ajuda, reflexão ajuda, mas é a prática que transforma.

PS: Esse parágrafo vai para uma nova atualização do livro “Para Abraçar a Prática”. E certamente falaremos dele nas Mentorias futuras.

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
Aos que tem medo de morrer (2): Ken Wapnick e a visão de Um Curso em Milagres
Na mesma hora que publiquei o trecho de um livro de Paramahansa...
Read More
Join the Conversation

1 Comment

Leave a comment
Leave a comment

Your email address will not be published.