“Sem auto-conhecimento, tudo é problema”: 3 afirmações de Sri Nisargadatta Maharaj sobre a miséria humana

sri-nisargadatta-maharaj-art-by-james-tunneyEsses três trechos estilo choque-de-realidade abaixo são do livro “I Am That“, uma das grandes compilações de ensinamentos do mestre indiano Sri Nisargadatta Maharaj (1897-1981), que viveu e ensinou em Mumbai, na Índia, no século passado. Todas elas carregam seu estilo forte e de fala assertiva, mas nenhuma força e assertividade é maior do que o significado que as sentenças trazem: Sri Nisargadatta traça o perfil da vida do ser humano como algo iludido, perdido, com ação geralmente inútil e destino lamentável. Num dos trechos diz que o ser humano é “ignorante de Si mesmo e de sua verdadeira natureza“, e que “persegue objetivos falsos e está sempre frustrado“. Logo então fecha o mapa dizendo que “sua vida e morte são insignificantes e dolorosas, e não parece haver jeito de sair”.

A saída segundo sua instrução é o auto-conhecimento, ou o contato com a verdadeira natureza do Ser. Para ele, o único problema humano é a percepção equivocada da própria identidade. “O aparato mente-corpo que está funcionando acabou ofuscando sua essência, mas você não é esse aparato”, ensina Maharaj, num trecho que não faz parte dos selecionados abaixo. Se não é o aparato mente e corpo, o que é então? Maharaj diz que temos medo de quem somos: “Seu destino é o todo, mas você tem medo de perder sua identidade. Mas isso é infantilidade, é se apegar aos brinquedos, aos desejos e medos, às opiniões e idéias. Entregue tudo e esteja pronto para o real se apresentar”.

Seguem abaixo os três trechos traduzidos de “I Am That“, que é por sua vez uma compilação de ensinamentos originais de Sri Nisargadatta falados em Marathi, sua língua nata indiana, e traduzidos para o inglês por Maurice Frydman, publicados pela primeira vez em 1973.

1. Veja o que você também poderia ver, aqui e agora, mas por causa do foco errado da sua atenção você não dá atenção ao Ser. Sua mente está toda com as coisas, pessoas e idéias, nunca com seu Ser. Coloque seu Ser em foco, torne-se consciente de sua própria existência.
— Sri Nisargadatta Maharaj

2. Quão pouco o homem sabe de seu Ser (o substrato único, imortal e sem forma de tudo que existe), como ele toma as mais absurdas crenças sobre si mesmo como a divina verdade. É dito a ele que é o corpo, que nasceu, que morrerá, que tem pais, tarefas; ele aprende a gostar do que os outros gostam e a temer o que os outros temem. Totalmente uma criatura da hereditariedade e da sociedade, vive pela memória e age por hábitos. Ignorante de Si mesmo e de sua verdadeira natureza, ele persegue objetivos falsos e está sempre frustrado. Sua vida e morte são insignificantes e dolorosas, e não parece haver jeito de sair.
— Sri Nisargadatta Maharaj

3. Sem auto-conhecimento tudo é problema. Se você quer viver sanamente, criativamente, e feliz, e ter riquezas infinitas para compartilhar, busque pelo que você é. Sem isso você será consumido por desejos e medos, repetindo-os sem sentido num sofrimento sem fim. A maioria das pessoas não sabe que pode haver um fim para a dor. Mas assim que elas ouvem a boa notícia, obviamente ir além de todo conflito e esforço é a tarefa mais urgente que pode existir. Você sabe que pode se libertar e agora só depende de você.”
— Sri Nisargadatta Maharaj

Imagem: reprodução de arte de James Tunnay.

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
À Santa Madre Teresa
“Spread love everywhere you go: first of all in your own house....
Read More
Join the Conversation

4 Comments

  1. says: DayKazuh

    Mas como chegar nesse auto-conhecimento? estou passando por conflitos pois preciso me conhecer me amar…mas como? não sei como…n sei por onde ir, por onde começar….

    1. Oi DayKazuh, uma das maneiras de começar pode ser pela terapia, que te ajudaria no caso dos conflitos e a descobrir os como que você busca. Você já procurou alguma terapia? Em que cidade você está? (talvez possa lhe ajudar ou indicar)

      Um abraço e paz,
      Nando

Leave a comment
Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *