Você pensa que esse é só mais um dia? “Um Bom Dia”, o vídeo original, por David Steindl-Rast

Uma versão desse vídeo apareceu numa palestra do TED do diretor, autor e fotógrafo Louie Schwartzberg em 2011, mas o original, que está no site gratefulness.org, com a mesma narração do monge beneditino David Steindl-Rass (tema do post de ontem, “Viver agradecidamente por esse momento presente: a felicidade do monge David Steindle-Rast, no TED“), segue abaixo com legendas em português.  A narração tem um tom de simplicidade inspirador e traz um texto primoroso, que começa questionando: “Você pensa que este é apenas um outro dia em sua vida? Não é apenas outro dia. É o único dia que lhe é dado hoje. É dado a você. É um presente. É o único presente que você possui agora mesmo, e a única resposta apropriada é gratidão”. A única resposta apropriada é gratidão.

Segue o vídeo (5min32seg) (para ativar as legendas em português, use o controle na parte inferior do vídeo):

O post que contém o vídeo de Louie Schwartzberg está aqui: Você acha que isso é apenas mais um dia na sua vida: gratidão nas imagens de Louie Schwartzberg, TEDxSF (23/05/2012).

//////////

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
“Isso foi o que entendeu muito bem aquele profundo fisiólogo, Buda”: Nietzsche sobre o ressentimento
Não raras vezes a filosofia do alemão Friedrich Wilhelm Nietzsche (1844-1900) se...
Read More
Join the Conversation

8 Comments

  1. says: Claudia

    Nando, receba minha gratidão por você, pelo seu blog: maravilhoso! que tanto me inspira e me ensina. Que você receba sempre as bênçãos que um coração pleno de luz e gratidão possam emanar.

  2. says: Cristina

    Ao observar este vídeo ocorre-me que a sua grandeza é directamente proporcional à sua simplicidade e a simplicidade é sempre o mais difícil de alcançar.
    Ocorre-me o interessante que seria observar este vídeo de cada vez que minha percepção se expande e verificar que, algures em meu caminho, experimentarei este sentimento de gratidão e poderei sentir plenamente cada palavra, nesse momento.
    Por agora tenho consciência que é mais um conhecimento assimilado pelo meu intelecto porque meu pobre coração ainda é uma criança.

Leave a comment
Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *