Você não está no controle: pesquisador explica impossibilidade de prever até sua decisão de vida mais importante [VíDEO]

Tudo está predeterminado“. Durma-se com uma frase dessas.

A palestra é de Gary Weber, Ph.D. em Physical Sciences, ex-cientista, ex-militar, ex-executivo corporativo e hoje escritor e pesquisador, autor de “Happiness Beyond Thought: A Practical Guide to Awakening” (2007) e colaborador de universidades como Yale, NYU e Baumann Institute, além de praticante Zen e fundador da NonDual Awakening Society. Mas a palestra está baseada em conclusões do físico Albert Einstein (1879-1955) e do sábio indiano Sri Ramana Maharshi (1879-1950) e numa análise do livro Bhagavad Gita, obra central do cânone filosófico hindu e parte do conhecido épico Mahabharata. O vídeo abaixo conta parte dessa história, a terceira parte, para ser exato, de uma palestra intitulada “Ramana Maharshi and Einstein on Free Will” (Ramana Maharshi e Einstein sobre Livre Arbítrio), proferida na Conferência Science and NonDuality, em San Rafael, Califórnia, em outubro de 2009, e está traduzido e legendada por este blog abaixo.

Weber desvia do perigoso caminho do dogma (claro, senão não teria porque discutirmos aqui) e expõe a máxima através de uma lógica simples de observação do mundo para tentar demonstrar essa máxima como realidade, e os argumentos dele valem a reflexão. Às vezes os argumentos não são diretamente afirmativos da predeterminação (não nessa parte), mas sim à incerteza de saber e de controlar tudo que se faz ou se decide na vida.  Assim, talvez não seja tanto a ausência de controle do ato em si, mas das consequências (você pode fazer, mas não pode prever, tamanha a quantidade de variáveis). É provocador e instigante. Segue um trecho transcrito abaixo:

“Pense numa das mais importantes decisões que você fez na vida. Acharam uma? Ok, nessa decisão mais importante da sua vida, na verdade, de sua vida inteira, você sabia tudo que estava levando aquilo ao seu específico ponto de acontecer? Todas as informações que confluiram praquilo, todas as razões de todas as escolhas daquilo, você tinha qualquer idéia que tudo isso estaria lá naquele hora como escolhas? E quando você tomou aquela decisão, indo em frente, você tinha qualquer idéia a respeito das implicaçÕes dessa decisão na sua vida? Meses, anos, décadas mais tarde? (…)”.
~ Gary Weber

Obs.: A frase que abre este post é o título da primeira parte da mesma palestra, “Everything is Predetermined: Einstein and Ramana Maharshi” (Tudo é Predeterminado: Einstein e Ramana Maharshi). O segundo vídeo é intitulado “Intelligent Choice is Impossible” (Escolha Inteligente é Impossível). Se houver interesse, posso traduzir ambos.

Obs.: A frase de abertura é atribuída a Sri Ramana Maharshi, no livro “Day by Day with Bhagavan” by David Godman.

Mais sobre Gary Weber pode ser encontrado no site happiness-beyond-thought.com.

Segue o vídeo da parte da apresentação (8min19seg) legendada em português por este blog:

Segue o vídeo original, em inglês sem legendas:

//////////

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
Tentações são nossa vontade de realizar nossa cobiça, é um processo sem fim”, diz Swami Chidanand
Líder espiritual e presidente do Parmarth Niketan, um dos maiores ashrams de...
Read More
Join the Conversation

18 Comments

  1. says: Gleison

    Nando, me interessei muito pela matéria, mas infelizmente minha ignorância na linguá estrangeira não me permite entender o vídeo sem legendas. Fico grato se puder legendar o vídeo.
    Grande abraço

  2. says: Gilmar

    Muito, muito, muito instigante, provocador e interessante vídeo.
    Quero ver e ler várias vezes. Existem mais dele com legenda?
    Será (e fará) um bem ENORME para milhões de pessoas “no ponto”.

    Eu “tava” como que no ‘ponto morto’ da caminhada, e só de ver e ouvir este pequeno trecho já me sacudiu.

    Vai rolar outros com legenda?

    Obrigado. Paz sempre!

  3. says: norma7

    Gostei muito da palestra. Alicia-nos a pensar a respeito.
    Guardando os links p/ à noite (pós jantar = sobremesa) e aguardando novas ‘remessas’:)

    Grata pelo ‘trabalho’ de desbravador de picadas, afinador de piano, embalador de obras de obras de arte, restaurador de raridades, virador de partituras, enfim, tudo que torna, pela apresentação nosso objeto de desejo entender e nos seduz para o autoconhecimento.
    Gassho, Norma

  4. says: Paulo Renato

    Aquele que julgamos ser, não controla a vida, a vida acontece em nós, a vida somos nós, é a nossa essência e nenhuma ideia de limitação, como é o ego, pode alterar o que quer que seja disso. Pode apenas se o permitirmos criar a ilusão de limitação e de controle.

Leave a comment
Deixe uma resposta para ANACancel comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *