O testemunho do que um cão pode ensinar a uma pessoa: “Aprendi a ser mais aberto, e amar as pessoas” [VÍDEO]

Inspirado no vídeo publicado aqui ontem (“Amar: Todas as grandes realizações exigem tempo“) e também para quem ainda não teve a chance de ver, segue abaixo em HD o belo e inspirador “Os Últimos Minutos com Oden” (Last Minutes with Oden, de Eliot Rausch), vencedor do Vimeo Awards em 2010 e que nesses dois anos vem reaparecendo em redes sociais, blogs e outros sites. O vídeo é tocante ao mostrar o fim da vida de um cão e os efeitos marcantes que causa em seu dono (Jason Wood), que fica extremamente sensibilizado e revela o quanto a companhia e a percepção da fidelidade e do companheirismo de Oden lhe abriram para a vida. Na definição do jornal The New York Times, o vídeo é “um documentário profundamente pessoal que explora o suporte e o amor incondicional que um cachorro de três pernas chamado Oden traz para a vida de um ex-presidiário”.

Observação: o vídeo é muito bonito e inspirador, mas também é triste e dramático, por isso é recomendável assisti-lo em uma atmosfera e momento que você considere apropriados.

O vídeo original no Vimeo em inglês sem legendas está abaixo (uma outra, legendada em português pelo site “O Verso do Inverso” e publicada no YouTube segue logo depois).

Last Minutes with ODEN from Eliot Rausch + Phos Pictures on Vimeo.

Últimos Minutos com Oden” (legendado em português):

//////////

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
15 recomendações para pensar claramente, da revista da Sri Auborindo Society
As 15 dicas a seguir foram publicadas na edição do mês passado...
Read More
Join the Conversation

14 Comments

  1. Vídeo impactante. Nos demonstra que Deus age em nossas vidas através dos mais diferentes meios ou seres.Seu amor nos conforta,nos educa e nos torna gente. A fidelidade e a amizade de um animal, foi o caminho que Ele usou para transformar a vida desse homem em um ser humano melhor.

    1. says: norma7

      Que bom que vc lembrou-nos do fato. É mesmo! Há algumas ações amorosas que podemos fazer para aliviar o sofrimento. Grata _/\_
      Boa Sorte!

  2. says: norma7

    Nando,
    Eu mesma ainda NÃO vi o vídeo do peludinho acima. Já indiquei a amigos, mas AINDA relutante…lembro dos meus e…
    Enquanto isso, recebi o abaixo e queria muito que aqueles que ainda não tiveram a oportunidade, vissem:

    Legadema e o senso moral em animais
    ———————————–

    Um programa da National Geographic chamado Eye of the Leopard mostra a vida de um leopardo chamado Legadema. Eles seguem esse leopardo há 3 anos, desde que ele era um filhote, mostrando seu desenvolvimento até se tornar um leopardo adulto.

    Em um dos episódios, foi gravado um fato inusitado: ele se arrependeu de uma caça. O motivo? A presa tinha um filhote e o instinto maternal falou mais alto. Legadema não só não come a caça como cuida e protege o filhote. As cenas são LINDAS:

    http://youtu.be/s6xBz1EnNMs

    Ainda em dúvida? Você pode conferir este vídeo:

    Empatia, cooperação, justiça e reciprocidade – se importar com o bem estar de outros parece ser uma característica muito humana. Mas Frans de Waals* nos mostra vídeos surpreendentes de testes comportamentais, sobre primatas e outros mamíferos, que demonstram quantas características morais compartilhamos. Clique aqui para assistir no TED.

    http://www.ted.com/talks/lang/pt-br/frans_de_waal_do_animals_have_morals.html
    *Frans de Waals é um primatólogo holandês.

    Fiquem Bem, Norma

  3. says: Wilka Santos

    Nossa! Muito difícil não se emocionar neste vídeo. Só quem entende o que é ter um animal, um companheiro que sempre está disposto a brincar e a te da carinho – embora tenha seus dias difíceis tb, sabe a tristeza e ao mesmo tempo uma leveza na alma que está presente aqui. Nós seres humanos queremos que os que amamos durem para sempre, mas a partir do momento que vemos o outro e sabemos que será melhor para ele ir, demonstramos o tamanho amor, solidariedade e respeito temos por aquela coisinha cheia de pelos que nos faz ver um mundo diferente, mais colorido!

    1. Será que é apego? Ou gratidão? O filme está captando os momentos finais do cão, é natural que exista essa atmosfera onde o dono fale dele de uma maneira diferente, e demonstra seus sentimentos.

      Você já teve um cão, Pedro? Por quanto tempo? Você morava sozinho? E depois de ter ficado 10 anos na prisão?

      É importante ter perspectiva sobre a realidade do Jason, sobre a realidade do outro.

      ABS!

    2. says: norma

      Pedro, Seu Lindo, na boa, também, não te entendi!
      Afinal: Vc ficou down ou ficou legaus???

      Até fiquei com uma ‘pontinha de inveja’ da tua vida, ao ler que o que MAIS te deprime, ou seja, põe tua alma/anima lá para trás, lá no fundão do teu Ser, é a capacidade de uma pessoa reconhecer e retribuir de alguma forma, o AMOR recebido …
      (“Qq maneira de amor vale a pena”, principalmente num mundo virtual, onde pululam parafilias, cujas as patalogias deveriam estar sendo tratadas por profissionais competentes e não exibidas em Blogs, por Haters profissionais – lógico que eu falo SÓ por mim… e NÃO É o caso tratado aki)

      Enfim, a minha real intenção é te agradecer o elogio (me incluindo entre os adjetivados):

      Ridículo = palavra que vem do Latim ridiculus, “o que desperta o riso”, de ridere, “rir”.

      (Ao meu ver, o riso é representação de felicidade e bem estar social – Pisc*)

      Pedro: Boa Sorte!
      Norma

      ++++++++++

      Em Tempo: Se você odeia alguém, é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba. =D
      Hermann Hesse

      Bjo Nac.

Leave a comment
Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *