“Não, não”, by Veríssimo

Eis que um boi começa a falar, na fila do abatedouro. E suas primeiras palavras são “Não, não!“. É o título da coluna de hoje de Luis Fernando Veríssimo, hilária. Começa assim:

“Parábola. Um dia, os bichos começam a falar. O primeiro caso é num abatedouro, onde um boi, na fila para ser abatido, subitamente começa a gritar “Não! Não!”
Grande consternação. A fila pára. O abate é interrompido. O que fazer? Decidem que foi uma ilusão. Que um boi fez “mu” e soou como “não”. Mas assim que a fila recomeça a andar, ouve-se novamente, com toda a clareza, o grito “Não! Não!” (…)
[continua]

More from Nando Pereira (Dharmalog.com)
“Apesar diso tudo há o amor”
“Mas no meio de tudo isso, fora disso, através disso, apesar disso...
Read More
0 replies on ““Não, não”, by Veríssimo”